6 Sabores de pizza essenciais na pizzaria

Mensagempor Daiane Silva » Segunda-feira - 20 Out 2014, 11:10

Desde o nascimento da pizza (não se sabe se com os egípcios ou com os hebreus, o fato é que existem relatos de massa de farinha de trigo com agua a sete mil anos atrás) fiquei imaginando quais seriam os primeiros sabores difundidos em todo mundo e quais seriam os mais vendidos que não podem faltar em qualquer pizzaria que se preze. Claro que algumas são tão tradicionais que merecem estar em qualquer lista do mundo, mas depois de uma pequena reflexão, vou listar os 6 sabores de pizza essenciais na pizzaria, mais especificamente, em uma pizzaria brasileira, pois alguns ingredientes são peculiares em cada região do mundo.
O primeiro sabor da história
Todos sabem que os Fenícios acrescentaram carne e cebola ao “pão de abraão” (uma massa de farinha de trigo com água citada no páragrafo anterior que é considerada a precursora da pizza) e que os turcos muçulmanos continuaram com esse hábito na idade média e que assim essa fórmula chegou a Itália, pelo porto de Nápoles, dando origem a pizza que conhecemos hoje em dia. Portanto, chego a conclusão que o primeiro sabor de pizza conhecido (é só uma suposição pessoal) é a pizza napolitana.
Vamos a lista!
Bom, depois de uma breve introdução, vou dar a lista (pessoal) dos 6 sabores de pizza essenciais na pizzaria e falar sobre cada sabor:

Marguerita
Portuguesa
Quatro queijos
Frango com catupiry
Bacon
Calabresa

-Pizza Marguerita
Como eu já havia comentado, o sabor de pizza marguerita provavelmente é o primeiro sabor de pizza realmente criado e defasado mundialmente. Criada no ano de 1889 pelo pizzaiolo Raffaele Esposito para homenagear a rainha Margherita di Savoia durante sua visita à cidade de Nápoles, seus ingredientes principais são a mussarela, manjericão e tomate. O fato de ter sido a primeira cidade italiana a receber a novidade dos muçulmanos, fez com que Nápoles se torna-se historicamente a primeira cidade do mundo a abrir um estabelecimento de venda de pizzas, a pizzaria.

-Pizza Portuguesa
O segundo sabor que incluo nessa lista, seja ela pelo seu sabor, sua tradição ou suas vendas, é a pizza portuguesa. Algumas pizzas criadas por aqui se institucionalizaram, como a “portuguesa”, que não existe na Itália nem em Portugal. Sua origem mais provável é a seguinte: os imigrantes italianos preparavam suas pizzas e as levavam para serem assadas aonde? Nos fornos das padarias dos portugueses! Um belo dia, o Joaquim (ou seria o Manoel?) teve a idéia de enriquecer o recheio com ingredientes que usava na culinária de seu país: ovos cozidos, azeitonas, cebolas… Pronto, estava criada a pizza lusitana, muito boa por sinal, ó pá!

-Pizza Quatro Queijos
Não há registros detalhados sobre o nascimento desse sabor (pelo menos eu não achei), mas seus pedidos falam por si só.

-Pizza Frango com Catupiry
A história da empresa e do requeijão CATUPIRY começou pelas mãos do casal de imigrantes italianos Mário e Isaíra Silvestrini, em novembro de 1911, na estância hidromineral de Lambari no estado de Minas Gerais, quando eles iniciaram o processo industrial do produto. Na língua indígena brasileira (tupi-guarani), o nome “Catupiry” significa excelente. Em 1922, já industrializado na cidade de São Lourenço, o requeijão CATUPIRY ganhou seu primeiro prêmio: medalha de ouro na Exposição Internacional de Alimentos do Rio de Janeiro. Inicialmente era consumido puro, com pães, torradas e sobremesa. Mas, por ser um produto versátil e ter baixo teor de acidez, logo se tornou um ingrediente indispensável para inúmeros pratos como massas, peixes, aves, e despertou a criatividade das donas de casa e chefs brasileiros, gerando uma infinidade de receitas culinárias, como por exemplo, “Camarão ao Catupiry”, “Filé ao Catupiry”, pão de queijo recheado com Catupiry, coxinha com Catupiry, suflê de goiabada com calda de Catupiry, para citar alguns. Dessa maneira, surgiu a expressão “ao Catupiry” nos grandes restaurantes. Em agosto de 1936, a marca foi registrada sob o número 47449. A industrialização do produto, que havia começado em São Lourenço, Minas Gerais, passou a ser feita em São Paulo somente em 1949. Da cozinha doméstica à cozinha profissional e industrial foi um pulo. A empresa concedeu, para alguns fabricantes de congelados o direito de imprimir o logotipo da marca nos rótulos das embalagens, como garantia de qualidade. Na década de 70 o CATUPIRY sofreu mudanças na sua fabricação, perdendo um pouco de sua cremosidade. Nesta época, a tradicional embalagem de madeira era uma de suas marcas mais fortes junto ao seu público consumidor. Ao literalmente invadir a tradição italiana no Brasil, o produto deu origem à famosa Pizza de Catupiry.

-Pizza Bacon
Essa não poderia faltar! Não sei sua origem mas além de ser gostosa, está entre os três sabores que mais vendo aqui na Betel Pizzas.

-Pizza Calabresa
Pelo mesmo motivo a pizza de bacon, vende bem e é muito saborosa (apesar de eu preferir a de bacon hehe).
Conclusão
Claro que essa lista é pessoal, pesquisei (e copiei) na internet artigos sobre isso e resolvi colocar a discussão em pauta.
E vocês, quais sabores não podem faltar nas suas pizzarias?


http://betelpizzas.com.br/
https://www.facebook.com/pages/Betel-Pizzas/1403171203300771?fref=ts
Daiane Silva
Dono de Pizzaria
Dono de Pizzaria
 
Iniciador deste tópico
Mensagens: 1
Aqui desde: Segunda-feira - 06 Out 2014, 20:38

Re: 6 Sabores de pizza essenciais na pizzaria

Mensagempor Oswaldo » Segunda-feira - 20 Out 2014, 20:57

faltou a presunto, lombo canadense e vegetariana na minha opinião
Oswaldo
Colaborador Especial
Colaborador Especial
 
Mensagens: 162
Aqui desde: Quarta-feira - 30 Mar 2011, 21:28
Regras do fórum
Recomendações para um novo tópicos aprovado:
a) uma dúvida a respeito da solução de um problema
b) uma solução para um problema que possa afetar outros membros
c) um relato pessoal de como chegou ao sucesso ou superou o fracasso
d) uma análise sobre um produto ou serviço
e) quaisquer assuntos relacionados a pizzas e pizzarias

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 32 visitantes